ccccff
La marée haute
terça-feira, março 31, 2009
 

"What uniform can I wear to hide my heavy heart?

It is too heavy. It will always show."




Belle and Sebastian

Etiquetas: , ,

 
  Björk



Isn't she lovely
 
domingo, março 29, 2009
  Meet the YouTube Symphony Orchestra




e tem um português... : )
Tiago Santos, violinista!


http://youtube.com/symphony

Some of the YouTube Symphony Orchestra members introduce themselves as they prepare for their journey to Carnegie Hall on April 15, 2009.


http://www.youtube.com/watch?v=e5erqEbn4uw
 
sábado, março 28, 2009
  A cidade e as luzes

Desde que me lembro de mim que adoro Lisboa à noite. Não a noite de Lisboa, mas a noite, as luzes, o brilho, o mistério e a sedução das estrelas em cima das cidades. Chegar a casa vinda do céu num avião e reconhecer lá em baixo o Campo Pequeno a brilhar no escuro da noite é a perfeita ilustração de um regresso, de um there's no place like home. I miss my wings...

Etiquetas: , ,

 
  Turn off the light, please

Lisboa às escuras pela Hora do Planeta


No dia 28 de Março, durante 60 minutos, Lisboa vai ficar às escuras para iluminar a mensagem da Hora do Planeta contra as alterações climáticas.



"Entre as 20H30 e as 21H30, da noite de 28 de Março, o Cristo-Rei assim como a Ponte 25 de Abril, o Palácio de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém, o Padrão das Descobertas, o Castelo de São Jorge, os Paços do Concelho e o Museu da Electricidade vão ficar apenas iluminados pela luz das estrelas; O Centro Cultural de Belém (CCB) assinala também a Hora do Planeta desligando por 15 minutos as suas luzes."



"De todas as crises que enfrentamos no momento, considero que a ambiental é a maior delas todas – ainda mais densa que a crise financeira e que o terrorismo. É um assunto sério, mas estou esperançado quanto à sua resolução, porque sinto que cada um de nós pode fazer a diferença e ser parte de uma grande solução. Se puder usar a minha parte para que possa, de alguma forma, ter um efeito positivo, fico muito feliz por isso."

Shepard Fairey, Artista plástico


(aqui)

Etiquetas:

 
  is anybody inside your head?

psiu, a Isabel Angelino casou há um mês e tal e vem dizer numa revista que para manter o casamento é preciso procurar sempre a lua de mel?

hello?

Etiquetas:

 
  Inesquecível



Antonio Variacoes - Canção do engate


Vem que o amor
Nao é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz

Etiquetas: ,

 
  umas breves notas a lápis, uns alinhavos de costura

1) O tema de capa da Courrier Internacional,
a bondade


Lembro-me do altruísmo, do voluntariado, dos gestos pequenos e anónimos, da ostentação da solidariedade, do filme de Lars Von Trier, Dogville, fabuloso exercício de cinema, de teatro, de representação, de comportamentos, de introspecção (?).







2) Aquele rapaz que encontro sempre que caminho rente ao Tejo. Da minha idade ou mais novo, talvez a vida lhe tivesse vincado mais que a mim os traços; que eu apesar de tudo ou... por tudo, continuo com uma boa genética física e a crescer todos os dias enquanto pessoa, em pequenos gestos inimagináveis - ou não.

Traz no rosto uma tristeza imensa, como se rodeado de uma aura ancestral de melancolia. Não procura o olhar de ninguém, está ali sozinho com aquela dor. Tem boa figura, se sorrisse e caminhasse com os ombros levantados erguendo-se ao mundo, não passaria tão despercebido ao olhar feminino. Se calhar não quer mesmo. Não sei. Estou a construir uma personagem, não me peçam rigores nem ofereçam contraposições, ah mas ele 'tá a fazer-se de vítima e tal, que o que quero apenas é imaginá-lo. Náo tem de ter correspondência com a realidade. O que escrevo não tem que ser real e toda a escrita e toda a leitura também, são subjectivas.
Algo me diz que curiosamente debaixo daquele despreendimento e tristeza, aquele homem está a ter uma enorme coragem para sair à rua e enfrentar os ares do mundo.

3) Hoje na Galp comprei o Expresso na mira dos filmes de Almodôvar. Perguntei pela Happy (grátis para os clientes do cartão Galp), que é uma revista pior que a Maria se bem que não leio a Maria há muito tempo donde se deduz que esta opinião é indevidamente fundamentada. Não havia mas havia de sobra a Caras que a senhora simpática que me atendeu me deu gentilmente. Gracias, senõrita :)


4) A seguir uma passagem pelo Continente - tinha 5 € no cartão a descontar na caixa e vi tb as promoções. Resultado final na conta. Descontei os 5 euros e acumulei outros 5 para a próxima compra! Boa!


5) Agora vou devassar a casa ou como quem diz, virar a casa do avesso. Já não a posso ver sempre igual.


6) e a ouvir a M80, música, a segunda melhor coisa do mundo...há quem diga.
 
quinta-feira, março 26, 2009
  :)

Etiquetas: ,

 
 



UHF - A lágrima caiu
 
 

Street View do Google põe em causa a vida privada?

Revista Visão, 20/03/2009

Etiquetas:

 
quarta-feira, março 25, 2009
  e se?

que importa isso agora, o presente é tudo o que tenho hoje e o amanhã é incerto. certo é estar aqui, certo é o passado ser apenas uma história acabada. e se? ... talvez tivéssemos mudado o futuro. estaríamos melhor? pior? como se existisse o melhor e o pior. cada caminho é único e foi escolhido porque sim e não são precisas mais palavras para explicar o instinto, o amor, a vontade ou uma circunstância qualquer como ter apanhado o autocarro errado que me fez demorar a chegada a casa. não sendo grande fã de determinismos, alheio-me, espero que para sempre, que expressão fatal, dos e se?... do destino, crendo viver assim a imortalidade nos pedaços soltos da vida.





Férias já! Férias já! :D

Etiquetas:

 
terça-feira, março 24, 2009
 

Hipatia, Parabéns!

Este ano na data não me enganei
não me atrasei nem adiantei
na altura certa te parabenizei
embora se fosse um bocadinho mais tarde
não levarias a mal (o quê, não rimei?)
:)

beijos, miúda gira :)

Etiquetas:

 
segunda-feira, março 23, 2009
 



Gloriosos anos 80 :)

Etiquetas: ,

 
domingo, março 22, 2009
 

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
post eliminado pelo autor
motivo o post seguinte é que é

Etiquetas:

 
  2 dos filmes

Em O estranho caso de Benjamin Button e Quem quer ser milionário? existe um denominador comum que se insinua no desenrolar das respectivas histórias e que faz parte de uma amálgama de peças soltas que acabam por fazer sentido a(final). É o e se, a sorte, o destino, a coincidência, o azar, o não controlável. Preciso de rever estes dois filmes para melhor os absorver e sentir. São notáveis, por estes motivos e pelos que cada um dá ao espectador que se dá ao filme.
Mas hoje estou na onda Eastwood...

Etiquetas: , ,

 
  Internet

Segurança online num estado catastrófico

Pois...

Etiquetas: ,

 
sábado, março 21, 2009
 



Belle Chase Hotel - S. Paulo 451

Etiquetas:

 
  O mundo fascinante do cérebro

Viagem ao nosso cérebro

Expresso, 15 de Março de 2009

Etiquetas:

 
sexta-feira, março 20, 2009
 



Natasha Richardson
uma estrela acesa no céu aos 45 anos.

Etiquetas:

 
 



Ele nunca se esquece das datas importantes.
 
quinta-feira, março 19, 2009
 

Luís F, esta é para ti e para o teu coração generoso disfarçado de lobo mau



:)

Etiquetas: , ,

 
  onde é q li que 'até ao fim é sempre a subir'...?

Etiquetas:

 
quarta-feira, março 18, 2009
  Nascer do lado errado do mundo

Lésbicas violadas para ficarem "curadas"

Que mundo é este tão desigual? As pessoas são pessoas onde quer que tenham tido a sorte/azar/circunstância de nascer. Deveria existir uma organização supra-nacional com poderes efectivos para erradicar estes comportamentos censores e correctivos. E sim, imiscuia-se nos assuntos do país, caramba! Isto não é assunto interno de um pais! Transcende a nacionalidade. É uma questão universal de cidadania e de respeito pelos Direitos Humanos e isso está acima de países, políticas, preconceitos, conveniências sociais.

Coloquemos a coisa ao contrário. Imagine-se que, heterossexual como sou, nasci num país onde ser hetero é olhado como errado e a sociedade lembra-se de me corrigir pelo método exposto, adaptado ao meu caso concreto.

Agora imaginem uma situação semelhante convosco, qualquer que seja a vossa orientação sexual, a qual não é de todo relevante para exemplificar estes casos de violência contra a humanidade. Contra todos nós.

Etiquetas:

 
  É o que se chama um bom profissional

Traficante vigiava PJ e tinha lista de carros dos polícias

Etiquetas:

 
  "O maior desafio das mulheres árabes

é mudar mentalidade dos homens."


Rainha Rania da Jordânia, "Diário de Notícias", 17-03-2009


E ela é uma grande embaixatriz dos direitos das mulheres! Infelizmente nos países ditos mais avançados a nível de paridade de géneros, subsistem discriminações, algumas subtis, reveladoras de uma mentalidade com que ninguém de bom senso, coração bom e aberto à vida se pode identificar.

Etiquetas:

 
segunda-feira, março 16, 2009
  Ítaca ...

Quando abalares, de ida para Ítaca,
Faz votos por que seja longa a viagem,
Cheia de aventuras, cheia de experiências.
E quanto aos Lestrigões, quanto aos Ciclopes,
O irado Poséidon, não os temas,
Disso não verás nunca no caminho,
Se o teu pensar guardares alto, e uma nobre
Emoção tocar tua mente e corpo.
E nem os Lestrigões, nem os Ciclopes,
Nem o fero Poséidon hás­‑de ver,
Se dentro d'alma não os transportares,
Se não tos puser a alma à tua frente.


Faz votos por que seja longa a viagem.
As manhãs de verão que sejam muitas
Em que o prazer te invada e a alegria
Ao entrares em portos nunca vistos;
Hás­‑de parar nas lojas dos fenícios
Para mercar os mais belos artigos:
Ébano, corais, âmbar, madrepérolas,
E sensuais perfumes de todas as sortes,
E quanto houver de aromas deleitosos;
Vai a muitas cidades do Egipto
Aprender e aprender com os doutores.


Ítaca guarda sempre em tua mente.
Hás­‑de lá chegar, é o teu destino.
Mas a viagem, não a apresses nunca.
Melhor será que muitos anos dure
E que já velho aportes à tua ilha
Rico do que ganhaste no caminho
Não esperando de Ítaca riquezas.


Ítaca te deu essa bela viagem.
Sem ela não te punhas a caminho.
Não tem, porém, mais nada que te dar.


E se a fores achar pobre, não te enganou.
Tão sábio te tornaste, tão experiente,
Que percebes enfim que significam Ítacas.





konstantinos kavafis

Etiquetas:

 
domingo, março 15, 2009
  E este é um momento...



Cecilia Bartoli sings "Vaga luna" by Bellini

Etiquetas: ,

 
 

Tudo aquilo a que fechamos os olhos, tudo aquilo de que fugimos, tudo aquilo que negamos, denegrimos ou desprezamos, acaba por contribuir para nos derrotar. O que nos parece sórdido, doloroso, mau, poderá tornar-se numa fonte de beleza, alegria e força, se o enfrentarmos com largueza de espírito. Todos os momentos são momentos de ouro para os que têm a capacidade de os ver como tais. A vida é agora, são todos os momentos.

Henry Miller

Etiquetas:

 
  Slumdog Millionaire



Um pouco de tudo...
até de destino.

Etiquetas: , ,

 
 



The Doors - Touch me

Etiquetas: ,

 
sábado, março 14, 2009
  Tão bonita



Jean Yves Thibaudet plays Satie: Je te veux

Etiquetas: ,

 
sexta-feira, março 13, 2009
 

Tão cheia de graça.
 
 

A maturidade é uma coisa tão bonita.

Etiquetas:

 
quinta-feira, março 12, 2009
  :)



Jean-Yves Thibaudet plays Satie: 'Le Piccadilly'

Etiquetas: ,

 
  Fly - uma canção de Bowie

Ontem vinha no carro a ouvir a Radar e eis que se lançou sobre mim uma canção, chama-se Fly e é de David Bowie. Não a consigo encontrar no YouTube. Alguém me ajuda?
Gostei tanto na altura (mas se calhar há canções que (nos) atravessam momentos e noutros momentos podem não nos tocar da mesma maneira).
Agradecida,
beijinhos
Vague
:)
 
 



Radiohead - No surprises

Etiquetas: ,

 
  Pena perpétua por sexo oral?

mas...

estamos em que mundo?


hello?

Etiquetas:

 
  The U.K. YouTube Phenomenon, Lauren Luke



Luke’s YouTube metamorphosis began 18 months ago. After quitting a dead-end job as a taxi dispatcher, she began selling makeup on eBay from home. “Instead of picturing the actual products I was selling," she says, "I would use it on meself, and take a photo so people could see what it looks like outside of the pot.” Eventually, the emails started flowing. “’How have you done that?’,” people would ask her. “’Could you tell us what goes best with blue eyes? Brown eyes…’ It got to the point where I was typing replies more than I was listing products.” That’s when she decided to post videos online demonstrating possible applications of the products she was selling.
(...)
Luke now writes a makeup column for The Guardian and is developing a book.

Vanity Fair
, Março 09
 
quarta-feira, março 11, 2009
  A onda musical destas semanas

é a M 80

e é uma delícia voltar a ouvir...

Etiquetas:

 
  ,

O papel branco pede para eu me escrever nele. Aos 15 anos o papel branco era de facto branco, com linhas uma vezes, outras liso. E era nele que escrevia como quem alisa a dor de ter 15 anos. Hoje sorrio com ternura à miúda de então, que se achava tão segura das suas paixões e inseguranças. Não quereria, se pudesse, voltar atrás no tempo para mudar alguma coisa. Acredito que fiz o que tinha de fazer, amei quem tinha de amar, errei quando tinha de errar, sofri porque tinha de aprender a viver. Encaro a vida não como uma fatalidade, mas como uma caminhada, um percurso interior. E quando caminho junto ao rio rente ao céu e respiro fundo é a minha vida toda que anda ali a percorrer os seus espaços interiores em harmonia com o sol e o vento forte.
 
  As palavras podem às vezes ser inúteis

mas também podem criar laços, formar correntes e ser poderosas.
 
terça-feira, março 10, 2009
  40 anos!




David Bowie- Space Oddity
(1969)

Etiquetas:

 
domingo, março 08, 2009
  O Estranho Caso de Benjamin Button

O estranho caso de Benjamin Button, de David Fincher.



Baseado num livro de F. Scott Fitzgerald, que desde O Grande Gatsby, passou a ser um autor referencial meu. Como será o livro? Não o vou procurar, a não ser que ele se me atravesse à frente como o destino quando nos apanha na curva.

Passei as 3 horas do filme a chorar e a enxugar discretamente as lágrimas fingindo mexer no cabelo. Não me apetece alongar em dissertações sobre lágrimas e filmes - ando muito pouco de escrever e de ler seja o que for, blogs e livros (apesar de sentir uma feroz necessidadade de o fazer, raio de letargia a resolver com tempo? e sossego).

Eu vi o filme. Eu amei o filme. Eu senti o filme. E o curioso é que no meio de todo o fantástico, no meio do inesperado, acontece magia, beleza, possibilidade e acaso. Os acasos, o destino. A fabulosa ideia de um relógio que anda para trás para mudar o futuro e uma fresta do tempo ao contrário por onde entrou um ser humano que tinha de nascer.

Tem tanta fantasia e (no entanto) faz sentido, toca nos limites. Um soco de leve no estômago quando Cate Blanchett diz a Brad Pitt: "Todos acabamos de fraldas". E o estômago faz e desfaz um pequeno nó.

Etiquetas: , ,

 
 

(...)
ainda
mais íntima, a consciência
extensa como o céu
, o corpo de tudo,
semelhança absoluta

(...)

Fiama Hasse Pais Brandão
 
 

Verso Vão

Onda de sol, verso de ouro,
perífrase vã. Extasiar-me,
antes, por esta fusão,
mistura de brilhos. Ou, ainda
mais íntima, a consciência
extensa como o céu, o corpo de tudo,
semelhança absoluta. Respirar
na quebra da onda. Na água,
uma braçada lenta
até ao limite de mim.



Fiama Hasse Pais Brandão

Etiquetas:

 
sexta-feira, março 06, 2009
  E de repente reparamos que o céu está maior



(Elizabeth DeLaney)





Em memória do Afonso Tiago.

Etiquetas:

 
  E que à terceira seja de vez!

De novo José Mendia em Tribunal

O cirurgião plástico José Mendia está a ser julgado nas Varas Cíveis de Lisboa, por más práticas clínicas. O caso remonta a 2005 quando uma mulher se submeteu a um lifting facial.

A queixosa que em menos de um ano foi submetida a três operações lideradas pelo arguido, alega danos morais e pede uma indemnização de 25 mil euros. De acordo com os relatórios médicos a que o CM teve acesso, a queixosa tem uma necrose cervical, ou seja, tecidos mortos na zona do queixo e do pescoço.

Estou revoltada, o médico é um carniceiro”, disse a queixosa ao CM (...).


Sofia Rato, Correio da Manhã, 06/03/09


Já aqui manifestei o que penso deste alegado cirurgião plástico. Em 2004 foi condenado pela má prática clínica de que resultou a morte de uma miúda de 20 anos, a Rute, amiga da minha irmã. Assisti a uma das sessões do julgamento e chamou-me a atenção a forma ligeira, direi mesmo leviana e cheia de bonomia como o Dr. José Mendia se comportou. Em nenhum dos seus gestos ou expressões mostrou contenção, que revelaria respeito pela dor dos familiares presentes. Vinha cá fora ao átrio do tribunal, ria e falava animadamente com a assistente.

Classe? O que é isso? É pose para a fotografia, não é?
Espero que se faça Justiça em mais um infeliz caso, e que este homem seja expulso da profissão e de qualquer prática clínica de uma vez por todas. Ele que se continue a pavonear nas festas cor-de-rosa com o seu ar cândido e frontal que tão bem domina... impressionando quem se deixa impressionar ou quem não sabe da missa a metade. Ou quem não quer saber.

Quando folheio uma Caras e o encontro, tão polido e de olhar tão simpático para a câmara, lembro-me da frase: A maior parte dos criminosos olha-nos nos olhos....

Etiquetas:

 
 



Björk and Antony - Dull flame of desire

Etiquetas: ,

 
quinta-feira, março 05, 2009
  Os momentos e a vida

Hoje o meu avô foi para um lar.
Se ele ao menos não estivesse triste. Ferozmente lúcido, apercebe-se dos anos que lhe caiem pelos ombros como pedras e o deitam abaixo. Tem uma vida longa, 88 anos de histórias que não me canso de escutar, esteve casado 50 anos com a mulher que escolheu, teve filhos, netos e conheceu bisnetos, foi e é! um homem de carácter, forte como um touro, física e anímicamente. Talvez por ter tido tanto da vida, julgo eu na ignorância do que me é vedado porque por dentro de cada um, cada um é um mundo, talvez por ter tido tanto da vida lhe pesem as memórias tanto como os anos.
Claro que é a lei imutável e eterna da vida. E é um percurso normal. Quantos percursos há que fogem a esta relativa bonomia.. Quantos destinos se cruzam de repente com alguém e a levam sem ela ter tempo de amar a vida. Talvez as pessoas que tenham amado muito, recebido muito, sejam aquelas que mais sentem a solidão da perda. Mas não sei se se pode quantificar a dor da perda versus a dor da ausência do que nunca se possuiu. As que tiveram pouco ou nada não terão buracos enormes no peito, cheios dessa saudade do que nunca lhes pertenceu?
A vida anda a ensinar-me tanta coisa e eu ainda tenho tanto a aprender. Mas o giro é que mesmo assim os 41 anos (e meio!) têm-me trazido uma maior capacidade de aprendizagem e uma paz maior...
Adoro-te, avô.
 
 



Sunrise, de F. Murnau

Etiquetas: ,

 
quarta-feira, março 04, 2009
 

Janet Gaynor, a primeira mulher a ganhar um Óscar.




Em 1929 e pelo conjunto dos 3 filmes que protagonizou entre 1927 e 1929, entre os quais Sunrise. À época, e segundo a informação que tenho por fidedigna, os critérios de nomeação e atribuição de Oscars pressupunham a prestação interpretativa em vários filmes.

Etiquetas:

 
 



Aurora
Sunrise: A Song of Two Humans


de Friedrich Murnau
1927, com Janet Gaynor, George O'Brien e Margaret Livingston.

Etiquetas:

 
terça-feira, março 03, 2009
  Fase a mãe é que sabe

Mamã:
Vá lá querida, come o teu kiwi, vai ajudar a tua barriguinha...
Filha:
Tá bem, mãe, eu sigo o teu conselho.

Etiquetas:

 
  Individualidade

Vendo-a calada e sonolenta, a mãe pergunta-lhe:
- Que tens, filha?
E ela (que nasceu ontem e já tem 4 anos) responde, alisando o vestido:
- São cá coisas com a minha vida.

Etiquetas:

 
segunda-feira, março 02, 2009
 



Duffy - Syrup & honey

Etiquetas: ,

 
 

Os Justos

Um homem que cultiva o seu jardim, como queria Voltaire.
O que agradece que na terra haja música.
O que descobre com prazer uma etimologia.
Dois empregados que num café do Sul jogam um silencioso xadrez.
O ceramista que premedita uma cor e uma forma.
O tipógrafo que compõe bem esta página, que talvez não lhe agrade.
Uma mulher e um homem que lêem os tercetos finais de certo canto.
O que acarinha um animal adormecido.
O que justifica ou quer justificar um mal que lhe fizeram.
O que agradece que na terra haja Stevenson.
O que prefere que os outros tenham razão.
Essas pessoas, que se ignoram, estão a salvar o mundo.



Jorge Luis Borges

Etiquetas:

 
  Ryan Adams - For no one

Etiquetas: ,

 
domingo, março 01, 2009
  ,

A comédia é a aparência de um inferno íntimo. Quanto mais graça tem, mais devemos perguntar a nós próprios qual o alcance do terror oculto.

Paul Theroux, My secret history
 
Sur la marée haute je suis montée la tête est pleine mais le coeur n'a pas assez. Lhasa de Sela


mareehaute.is.vague@gmail.com

Praias
  • Associação Salvador (Salvador Mendes de Almeida)
  • A barbearia do senhor Luís
  • Abrupto
  • Academia dos Livros
  • Acto falhado
  • Almocreve das petas
  • Ana de Amsterdam
  • A Natureza do mal
  • A origem das espécies
  • A origem das espécies
  • Artedosdias
  • Apenas mais um
  • Aqui e agora
  • À rédea solta
  • artedosdias
  • avatares de um desejo
  • Aventar
  • Bandeira ao vento
  • Binoculista
  • Blasfémias
  • BlogOperatório
  • Blogue dos marretas
  • Blogville
  • Branco sujo
  • Caderno de Campo
  • Canela moída
  • Casadeosso
  • Casario do ginjal
  • Charquinho
  • Chez 0.4
  • Cibertúlia
  • Ciranda
  • Cócó na fralda
  • Com menta
  • Controversa maresia
  • Conversamos?!
  • Curiosidades
  • Da literatura
  • Delito de opinião
  • Dia de preguiça
  • Depois do trauma
  • Desesperada esperança
  • Directriz
  • Diz que não gosta de música clássica?
  • Do Portugal profundo
  • Drowned world
  • "Estranha maldição"
  • Equinócio de outono
  • Espero bem que não...
  • Fernão capelo gaivota
  • Folhinha Paroquial
  • Garfiar, só me apetece
  • Gapingvoid
  • Garficopo
  • Geração de 60
  • Gil Giardelli
  • Hummmm... i see
  • Infinito Pessoal
  • Invicta Filmes
  • Irmão Lúcia
  • João Pereira Coutinho
  • Jornalismo e comunicação
  • La double vie de veronique
  • Largo da Memória
  • Lauro António apresenta...
  • Leio a Vogue e o Saramago
  • Lua de lobos
  • Marjorie Rodrigues
  • Mas certamente que sim!
  • Ma-schamba
  • Memória virtual
  • Meus Mandamintos Poéticos
  • Miniscente
  • M.me mean
  • Não compreendo as mulheres
  • Não compreendo os homens
  • Nome de rua quieta
  • Nós Vencedores
  • Novos voos
  • O Insurgente
  • O mundo tem inscrições sempre abertas
  • obvious - um olhar mais demorado...
  • Ortografia do olhar
  • O Ser Fictício
  • O Universo numa Casca de Noz
  • Palombella rossa
  • Para lá do espelho
  • Partilhas
  • Pau para toda a obra
  • Pedro Rolo Duarte
  • People who...
  • Piano
  • Pimenta negra
  • Ponto sem nó
  • Premiere
  • Prosimetron
  • Púrpura secreta
  • Porta-livros
  • Raízes e antenas
  • Red Dust
  • Renascido
  • Respirar o mesmo ar
  • Rua da judiaria
  • Salete Chiamulera
  • Sem tambores e sem trompetes
  • Sexualidade feminina
  • Singrando horizontes
  • Sinusite crónica
  • Sol & tude
  • The old man
  • The Huffingtonpost
  • Um amor atrevido
  • Uma mulher não chora
  • Um chá no deserto
  • Um filme por dia não sabe o bem que lhe fazia
  • Um homem na cidade
  • Um piano na floresta
  • vontade indómita
  • Voz do deserto
  • Voz em fuga
  • Way to blue
  • Zumbido
  • 31 da armada
  • 50 Anos de Filmes
  • 100 nada
  • Guia do Lazer.Público
  • Time out
  • Cinecartaz.Público
  • Cinemateca
  • IMDB - The Internet Movie Database
  • Hollywood yesterday and today
  • Centro Cultural de Belém
  • Culturgest
  • Fundação Calouste Gulbenkian
  • Instituto dos Museus e da Conservação
  • Museus Portugal
  • Instituto Franco-Português
  • Le cool Lisboa
  • Pavilhão do Conhecimento
  • Dicionário e enciclopédia Porto editora
  • Bertrand
  • Fnac
  • Bartleby.com
  • Love your body
  • Sintonizate
  • Windows Media Guide
  • Agenda Uguru
  • TicketLine - Compra de bilhetes online
  • BBC on this day
  • Magnum photos
  • How To Do Just About Everything
  • Logitravel.pt
  • The Slow Movement
  • ViaMichelin
  • Arquivos

    Setembro 2004
    Outubro 2004
    Novembro 2004
    Dezembro 2004
    Janeiro 2005
    Fevereiro 2005
    Março 2005
    Abril 2005
    Maio 2005
    Junho 2005
    Julho 2005
    Agosto 2005
    Setembro 2005
    Outubro 2005
    Novembro 2005
    Dezembro 2005
    Janeiro 2006
    Fevereiro 2006
    Março 2006
    Abril 2006
    Maio 2006
    Junho 2006
    Julho 2006
    Agosto 2006
    Setembro 2006
    Outubro 2006
    Novembro 2006
    Dezembro 2006
    Janeiro 2007
    Fevereiro 2007
    Março 2007
    Abril 2007
    Maio 2007
    Junho 2007
    Julho 2007
    Agosto 2007
    Setembro 2007
    Outubro 2007
    Novembro 2007
    Dezembro 2007
    Janeiro 2008
    Fevereiro 2008
    Março 2008
    Abril 2008
    Maio 2008
    Junho 2008
    Julho 2008
    Agosto 2008
    Setembro 2008
    Outubro 2008
    Novembro 2008
    Dezembro 2008
    Janeiro 2009
    Fevereiro 2009
    Março 2009
    Abril 2009
    Maio 2009
    Junho 2009
    Julho 2009
    Agosto 2009
    Setembro 2009
    Outubro 2009
    Novembro 2009
    Dezembro 2009
    Janeiro 2010
    Fevereiro 2010
    Março 2010
    Abril 2010
    Maio 2010
    Junho 2010
    Julho 2010
    Agosto 2010
    Setembro 2010
    Outubro 2010
    Novembro 2010
    Dezembro 2010
    Janeiro 2011
    Fevereiro 2011
    Março 2011
    Abril 2011
    Maio 2011
    Junho 2011
    Julho 2011
    Agosto 2011
    Setembro 2011
    Outubro 2011
    Novembro 2011
    Outubro 2012










    Powered by Blogger




    referer referrer referers referrers http_referer