ccccff
La marée haute
quinta-feira, abril 30, 2009
  some of my favourite things

...ouvir música, ler, apreciar fotografia e com a internet viajar on-line pelas imensas galerias de conhecimento como boa viajante que sou.
no meio dos papéis e entre reuniões, descomprimir é procurar música conhecida e desconhecida no YouTube, é viajar pelas revistas, é descobrir-me e abrir-me ao mundo um pouco mais.

descobri agora uma foto magnífica.



Eugene Atget
Interior of the Home of an Employee in the Louvre Shops, Rue St. Jacques, Paris, 1910

Etiquetas: ,

 
  (ler, sff, post anterior para perceber este)

Aquela não é a primeira versão: a música é de 1959, o filme de 1965 e em 1961 John Coltrane grava -a, interpretando-a superiormente.

Etiquetas: ,

 
  My favourite things

Esta deve ser uma das canções de que mais gosto. Sem mais. Tenho-a ouvido pela voz de intérpretes vários e não me decido. E não tenho que me decidir, esta liberdade é tão boa e há versões tão interessantes.

Esta deve ser a primeira versão. Não é a minha favorita mas merece honras de destaque por ser - isso mesmo - a primeira.




"My Favorite Things" is a show tune from the 1959 Rodgers and Hammerstein musical The Sound of Music.

The song was first introduced by Mary Martin in the original Broadway production, and sung by Julie Andrews in the 1965 film adaptation.

In the musical the lyrics to the song are a reference to things Maria loves such as 'raindrops on roses and whiskers on kittens, bright copper kettles and warm
woolen mittens'. These are the things she selects to fill her mind with when times are bad.


Wikipédia
(não confio cegamente na wiki mas enfim)

Etiquetas:

 
  (se isto não é bonito e vero, não sei o que o é)

Fique de vez em quando só, senão será submergido. Até o amor excessivo pode submergir uma pessoa.

Clarice Lispector

Etiquetas:

 
quarta-feira, abril 29, 2009
 



Chavela Vargas - En el último trago

Etiquetas: ,

 
  Clarice volta sempre aqui

O mistério do destino humano é que somos fatais, mas temos a liberdade de cumprir ou não o nosso fatal: de nós depende realizarmos o nosso destino fatal.

C. Lispector

Etiquetas:

 
terça-feira, abril 28, 2009
 



Cassandra Wilson and Diane Reeves - Come together
 
  finalmente terça-feira!

as segundas e eu...
 
segunda-feira, abril 27, 2009
  Em 27 de Abril de 1791



........................................nnnasce Samuel Morse, inventor do telégrafo e do código com o seu nome.
 
  gosto de

laranjas meio verdes
 
  sala Sophia

Etiquetas:

 
  diz que não se deve tirar uma fotografia de frente para o sol

Etiquetas:

 
domingo, abril 26, 2009
 



The Fray - Look after you

Etiquetas:

 
sábado, abril 25, 2009
 



Fiona Apple - Why try to change me now

Etiquetas: ,

 
  ,

São notícias (não é bem notícia, é de 2007) como aquela que acabei de colocar que ainda me fazem ter fé na humanidade e subscrever inteira e interiormente o conceito - e a prática - da solidariedade. É que acredito mesmo que a solidariedade natural, sem enfeites, favores e expectativas de retorno é uma das coisas mais bonitas do ser humano. E pode mesmo fazer a diferença. Se não mudamos o mundo, podemos ajudar a mudá-lo.
Daqui a 20 anos falamos :) mas creio que neste ponto vou pensar como penso hoje e como pensava há 20 anos atrás. Há coisas que é bom que não mudem.

Etiquetas:

 
  A propósito do Microcrédito: eBay e MicroPlace

(e não se tente encontrar lógica no blog, ela é daqui arredia e caprichosa)

leia-se artigo de de Novembro 07 (eu sei, mas é actual!) que reza como a seguir se mostra.

«eBay» permite financiar países mais pobres
O site de leilões e pagamentos on-line «eBay» lançou um projecto, denominado «Microplace», que permite a investidores comuns comprar títulos para melhorar as condições nos países mais pobres, numa iniciativa de microcrédito.

A iniciativa «MicroPlace» permite que pessoas invistam quantias a partir dos 100 dólares para apoiar o desenvolvimento das regiões mais necessitadas.
Trata-se do chamado microcrédito, que envolve a provisão de empréstimos, poupança, seguros e outros serviços financeiros básicos a lares e empresas com baixo retorno, normalmente em economias emergentes, onde é mais difícil obter empréstimos.
O microcrédito funciona numa centena de países e geralmente as fontes de recurso são instituições financeiras ou investidores com mais recursos monetários.

O método tornou-se mais famoso o ano passado (2006), quando o economista Muhammad Yanus, do Bangladesh, pioneiro no conceito, recebeu o Prémio Nobel da Paz.


(Sol, 26.11.07)

Etiquetas:

 
sexta-feira, abril 24, 2009
  Esta é mesmo para ti :)

"Ninguém avança pela vida em linha recta. Muitas vezes, não paramos nas estações indicadas no horário. Por vezes, saímos dos trilhos. Por vezes, perdemo-nos, ou levantamos voo e desaparecemos como pó. As viagens mais incríveis fazem-se às vezes sem se sair do mesmo lugar. No espaço de alguns minutos, certos indivíduos vivem aquilo que um mortal comum levaria toda a sua vida a viver. Alguns gastam um sem número de vidas no decurso da sua estadia cá em baixo. Alguns crescem como cogumelos, enquanto outros ficam inelutávelmente para trás, atolados no caminho. Aquilo que, momento a momento, se passa na vida de um homem é para sempre insondável. É absolutamente impossível que alguém conte a história toda, por muito limitado que seja o fragmento da nossa vida que decidamos tratar."

Henry Miller

(bisando)

Etiquetas:

 
quinta-feira, abril 23, 2009
  e o céu polvilhado de baunilha...



Sigur Ròs e um filme igualmente notável.

Etiquetas: , ,

 
 

isto de mexer em papel é uma seca para as mãos. vou pôr montes de creme e dormir com as minhas luvinhas de beleza :)


ai ai...

Etiquetas:

 
 

(e agora estou num impasse porque me apercebi que não sei se a passagem do tempo expandiu ou estreitou o meu conceito de felicidade. but... who cares?)

e enquanto estou no impasse vou trabalhar mas é.
 
quarta-feira, abril 22, 2009
  as flores e a água escondida

Etiquetas:

 
  Babyblog e "a vida tal como ela é"

Descobri por indicação amiga o cócó na fralda e fiquei rendida à clarividência deste texto, herdeiro que parece ser de uma sabedoria milenar.
Num tempo em que somos assediados pelas emoções fáceis e gratuitas, é reconfortante saber que há quem consiga sentir os pés e a terra por baixo e não se deslumbre com a ilusão estéril.
Não me interpretem mal. Sou acérrima defensora da felicidade individual, lutei por ela duramente e está-me no sangue a não-resignação e a esperança.
Mas há ilusões e ilusões e só nós mesmos (ou para quem acredita, Deus também) sabemos da missa as duas metades e podemos descobrir por nós e dentro de nós os recursos para fazer as melhores escolhas. A minha única é e sempre foi a felicidade. A cada momento, a cada passo. A felicidade são momentos e é belo sentir assim.

Etiquetas:

 
terça-feira, abril 21, 2009
 



Bloc Party - Two more years

Porque a Antena 3 é uma das minhas rádios de eleição (a par da Antena 2, TSF ou Radar ou qualquer outra que em cada momento me apetece ouvir) e porque ouvi há pouco esta música fantástica e de boa memória na minha eleita de há muito (desde que me zanguei com a RFM e com a Comercial).

Etiquetas:

 
  Os 15 anos da melhor rádio do mundo

Fernando, li isto e pensei logo em ti. Deves ser uma das pessoas mais credenciadas da blogosfera e fora dela para dar a tua opinião. Sem favor.

................"Vota aqui no melhor álbum nacional (1994-2009)
......A Antena 3 faz 15 anos e dá os parabéns à música portuguesa!"

Etiquetas:

 
  Onde é o lado errado?



De volta.

Fazem-me lembrar os gloriosos anos 80, que começaram tinha eu 12 anos e como referências musicais os Duran Duran (também no activo), os Spandau Ballet e os Depeche Mode.
 
segunda-feira, abril 20, 2009
  Susan Boyle

Admiráveis, por si só, os sonhos que se realizam.

Divina a perfeição de uma voz inteira que desafia a (in)temporalidade.
 
  num dia de milagre hei-de encontrar a lágrima certa

Etiquetas:

 
  as árvores a que subi



tornaram-se minhas
são estas as raízes do meu coração.

Etiquetas:

 
quinta-feira, abril 16, 2009
 

...Às vezes aqui faz frio...

Às vezes eu fico imóvel



X & P

Etiquetas: ,

 
 

...
... Nem Deus tem o dom
...............de saber
quem vai

.................ser feliz... !




R. Veloso/Carlos T.

Etiquetas: ,

 
  The Academy has an illustrious recording career, (3)

best exemplified by their performances on the film soundtracks for Titanic, The English Patient, and Amadeus. They have more recorded sessions (500+) than any other chamber group.

(.)
 
  Academy of St. Martin in the Fields Chamber Ensemble (2)




Felix Mendelsssohn Octet for Strings in E-flat Major, Op. 20 Fourth Movement (Presto)

Etiquetas: ,

 
  The Academy of St. Martin in the Fields (1)

was formed in 1959 by a group of eleven enthusiastic musicians with the aim of performing in public without a conductor. Their first three recordings led to a succession of long-term contracts, and the Academy quickly took their place among the most recorded ensembles in history. As the repertoire expanded from Baroque to Mozart, Bartok and Beethoven, so it became necessary for the principal violin, Neville Marriner, to conduct the larger orchestra.
(...)
 
quarta-feira, abril 15, 2009
 

I never forget a face.
 
  Telefone zen

Encontrei um tom para o meu telefone que não irrita nem é chato (assim são os bons homens). É suave como um mantra e ideal para ter à cabeceira.

Antes o telefone tocava e eu 'que irritante consegue ser um telefone', agora ele realmente toca(me) com aquela serenidade zen e até a minha voz fica mais sexy. Dizem.

Etiquetas:

 
terça-feira, abril 14, 2009
  Deixa-te ficar

Deixa-te ficar como estás, enrolado no meu peito, menino a pedir colo. Gosto de te ver assim, homem grande e desarmado nos meus braços. Só assim desarmado és meu e eu tua, sem a gravidade do amanhã e o peso do efémero que nos tatuou.
A noite é bravia e dentro dela está a esperança a certeza de um futuro a duas mãos separado e de dois caminhos paralelos.
Espreita a noite, olha as estrelas, fixa-te na maior, eu estarei a fitá-la do lado de cá do sentimento.
Dá-me o meu abraço, que é nosso para sempre e digo-o com a segurança de quem sabe que o sempre ou não existe ou é incerto.
Não vás já, espanta a noite mais um pouco e ajuda-me a adormecer. Depois serei eu a pedir colo e a buscar a tua mão, colando-a à minha até que o sono vença. E quando saires apaga a luz por favor.


(3 anos e uns pós depois - esta peça é de Junho 2005 - o blog começa a render e a alimentar-se a si próprio)

Etiquetas:

 
segunda-feira, abril 13, 2009
 



Wolfgang Amadeus Mozart
Piano Concerto No. 21 - Andante
 
sábado, abril 11, 2009
  Avô,

Hoje vi-te os imensos olhos azuis a sondar o mistério. Não eram enormes os teus olhos mas o azul era tão profundo que se agigantavam valentes, imperiosos.
Eu vi-te a pairar e estou tão grata pela oportunidade de ter estado a teu lado a segurar-te a mão. Os teus olhos imobilizavam-se lentamente enquanto eu falava contigo, a porta fechei-a, só nós dois, ter-me-às ouvido? Dizem que sim, que as pessoas que estão perto desta última viagem têm o sentido da audição mais desperto. Precisavas tanto de partir, disseste ontem que não passavas desta noite e de manhã cedo estendeste os braços para o Alto, estarias a ver a avó num campo de margaridas?
Sei que me ouviste, sei que estavas já a ver o outro lado mas ainda ouviste a minha voz deste a dizer-te: Obrigada, vai em paz e que Deus te acompanhe.


Em memória do meu avô José Eduardo
........27/06/1920 - 11/04/2009

Etiquetas:

 
sexta-feira, abril 10, 2009
 



Edwin Long
"Easter Vigil"

Etiquetas:

 
 

Tento encher os pulmões com o ar do rio. Faço um esforço para encher o peito da maior quantidade de ar possível, até que deixe de doer. Até que o nó contido e emaranhado se desfaça ou aligeire. Respiro profundamente. Olho o mar nos olhos e vejo reflectidos os teus azuis tão brilhantes. Vou ver-te. Vou ver um filme. Vou respirar fundo tão fundo e tanta vez que de repente toda eu seja por dentro ar e serenidade. Vou ver-te. Vou apagar isto que escrevi. Mas não apago, eu sei. Quase nunca (me)apago ou corrijo quando escrevo. Não? Mas se eu mexo no texto até o sentir perfeitamente meu, respirando ao meu compasso...
Vou respirar de novo. Vou pintar as unhas de vermelho ou de nada. Vou fazer Enter.

Etiquetas:

 
quinta-feira, abril 09, 2009
  Boa e serena Páscoa



Richard Nebesky
"A Moravian Woman Decorating a Large Egg with Easter Designs on the Old Town Square, Prague"

Etiquetas:

 
  A Páscoa

(do hebraico Pessach, significando passagem) é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da cristandade. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo (Vitória sobre a morte) depois da sua morte por crucificação (ver Sexta-Feira Santa) que teria ocorrido nesta altura do ano em 30 ou 33 d.C. O termo pode referir-se também ao período do ano canônico que dura cerca de dois meses a partir desta data até ao Pentecostes

Socorro-me da enciclopédia livre e fazendo "fé" nela que os factos históricos são como relatados. Para relembrar. Porque sou católica. Porque sei pouco de ritos religiosos mas gosto de conhecer, embora não me reveja totalmente, talvez por falta de conhecimento e sabedoria.
 
  Reflexões avulsas (título pomposo, Miss Vague)

No campo do sexo como noutros campos, costumamos referir-nos a uma norma - mas a norma indica apenas o que é estatisticamente verdade para a grande massa dos homens e das mulheres. Aquilo que pode ser normal, razoável, salutar, para a grande maioria, não nos fornece um critério de comportamento no caso do indivíduo excepcional. O homem de génio, quer pela sua obra, quer pelo seu exemplo pessoal, parece estar sempre a proclamar a verdade segundo a qual cada um é a sua própria lei, e o caminho para a realização passa pelo reconhecimento e pela compreensão do facto de que todos somos únicos.

Henry Miller, in "O Mundo do Sexo"

Etiquetas:

 
quarta-feira, abril 08, 2009
  Sabiam que esta foi a primeiríssima música que passou no então novo MTV?



Buggles - Video killed the radio star


Grandes 80's.
 
  Presidente

e twitter

:)

Etiquetas:

 
terça-feira, abril 07, 2009
  Apesar de toda a parafernália comunicacional e todos os apelos que nos afastam da simplicidade, vamos tentar não ficar indiferentes?

Reencaminho para aqui o mail que segue.

"Arrancou esta semana em Portugal um projecto pioneiro de solidariedade. A água embalada Earth Water é o único produto no mundo com o selo do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), revertendo os seus lucros a favor do programa de ajuda de água daquela instituição.

Ao nível nacional, a Earth Water é um projecto que conta com a colaboração da Tetra Pak, do Continente, da Central Cervejas e Bebidas, da MSTF Partners, do Grupo GCI e da Fundação Luís Figo.

Com o preço de venda ao público (PVP) de 59 cêntimos, a embalagem de Earth Water diz no rótulo que «oferece 100% dos seus lucros mundiais ao programa de ajuda de água da ACNUR», apresentando, mais abaixo, o slogan «A água que vale água».

Actualmente morrem 6 mil pessoas no mundo por dia por falta de água potável.



Com 4 cêntimos, o ACNUR consegue fornecer água a um refugiado por um dia."




Etiquetas: ,

 
  O Twitter

vai ser comprado pela/o Google. Tá bem.

Actualmente com 29 empregados, Twitter ganha 28 milhões depois de crescer 900% num ano. E somos nós que alimentamos o monstro.

Etiquetas: ,

 
segunda-feira, abril 06, 2009
  O Twitter vai ficar com uma nova 'cara'

ainda agora o descobri, ainda ando de candeias às avessas com ele e ele vai já mudar de visual? they're all the same. e nós é que somos vaidosas.

Etiquetas: ,

 
 



Elis Regina - Me deixas louca

Etiquetas: ,

 
 

À falta de vontade de escrever, enfeito o blog com música. O blog é assim como uma casa acolhedora, muito minha, onde só se fuma na varanda, é certo, mas que tem cinzeiros para levar para a varanda. É um sítio onde me apetece estar calada, ler poemas ou ouvir música. Discutir. Celebrar. Ou ficar no meu canto, sem vontade de sair. E ultimamente tenho viajado tão mas tão pouco pela blogosfera. Um saltinho aqui, um apontamento ali e logo regresso, exausta. Exausta de mim. Exausta de dormir pouco e mal e agora lembrei-me da nossa conversa de hoje sobre a 'banalidade do mal'. Hanna Arendt, não foi ela que escreveu um livro com este título? Who cares? Vou pôr música e fim de papo avec moi. Elis Regina, como é linda.

Etiquetas:

 
domingo, abril 05, 2009
 



Eddie Vedder - Rise

Etiquetas: ,

 
 



Paulinho da Viola e Marisa Monte
Carinhoso (Pixinguinha/Braguinha)

Etiquetas: ,

 
sábado, abril 04, 2009
  Please be seated, gentlemen! :)

As Superglamorosas




Com admiração pela força inspiradora. Porque ser mulher e ter glamour está muito além da superfície - embora também se apoie nela e nos batons, cheiros e cremes mas sobretudo num cuidar de si integral, num bem estar consigo própria, que fazem de cada uma de nós (que só se quer imitar a si própria e nada mais) mulheres únicas.

Etiquetas:

 
 



Pixinguinha - Carinhoso

Etiquetas: ,

 
quinta-feira, abril 02, 2009
  (Carpe diem)

"Parecemos estar hoje animados quase exclusivamente pelo medo. Receamos até aquilo que é bom, aquilo que é saudável, aquilo que é alegre. E o que é o herói? Antes de mais, alguém que venceu os seus medos. É possível ser-se herói em qualquer campo; nunca deixamos de reconhecer um herói quando este aparece. A sua virtude singular é o facto de ele ser um só com a vida, um só consigo próprio. Tendo deixado de duvidar e de interrogar, acelera o curso e o ritmo da vida. O cobarde, par contre, procura deter o fluxo da vida. E claro que não detém nada, a menos que se detenha a si próprio. A vida continua sempre a avançar, quer nos portemos como cobardes, quer nos portemos como heróis. A vida não impõe outra disciplina - se ao menos o soubéssemos compreender! - para além de a aceitarmos tal como é. Tudo aquilo a que fechamos os olhos, tudo aquilo de que fugimos, tudo aquilo que negamos, denegrimos ou desprezamos, acaba por contribuir para nos derrotar. O que nos parece sórdido, doloroso, mau, poderá tornar-se numa fonte de beleza, alegria e força, se o enfrentarmos com largueza de espírito. Todos os momentos são momentos de ouro para os que têm a capacidade de os ver como tais. A vida é agora, são todos os momentos, mesmo que o mundo esteja cheio de morte. A morte só triunfa ao serviço da vida."

Henry Miller, in "O Mundo do Sexo"
 
 



Mozart Symphony 41 K 551 - Molto Allegro

Woody Allen once said that Mozart's Symphony 41 proved the existence of God.

(...)

Etiquetas: ,

 
  Quando morrer para onde vou?

As respostas de Mário Soares e D. Manuel Clemente no seminário "Hospital, Lugar de Esperança".


À pergunta "quando morrer para onde vou?", o Bispo do Porto, Manuel Clemente, responde com simplicidade: "eu vou para onde estou". Já o antigo presidente da República, Mário Soares, opta por afirmar convictamente: "eu vou de certeza para a terra".

Este foi apenas um dos pontos que permitiu cruzar os olhares de um crente e de um agnóstico sobre questões da esperança e da fé, da vida e da morte, no seminário "Hospital, Lugar de Esperança", organizado pela coordenação nacional das capelanias, no Hospital de S. João, no Porto.

D. Manuel Clemente explicou, depois, a sua resposta: "Quando morrer vou para onde estou, de outra maneira, porque o céu está na terra e a terra está no céu".

Numa intervenção marcada pela sua perspectiva de crente, o Bispo do Porto sublinhou que "a pessoa que tem Jesus como referência absoluta, tem fé" e "a esperança é a activação da fé".

Mário Soares preferiu recorrer à língua francesa, que distingue "espoir", enquanto esperança na condição humana, e "esperance", quando se refere à ressurreição, para garantir: "Sou um homem de esperança. Sempre fui".

"Tenho esperança no progresso e na espécie humana e nesta coisa extraordinária que temos que é a capacidade de separar o bem do mal, de termos consciência. Não é preciso ser religioso para isso", sublinhou.

Apresentando-se como "o agnóstico de serviço", o antigo presidente da República sublinhou, ainda, a importância do apoio espiritual nos hospitais, dizendo que a medicina é, talvez, o sector onde tem havido mais progressos e "já quase venceu a dor, mas é preciso acabar, também, com a dor espiritual e com a angústia".

Aos 84 anos, confessa não pensar na morte. "A morte é um fenómeno tão natural como a vida, que temos de aceitar como aceitamos a vida", diz. E acrescenta: "não me aflige que para lá da vida seja o nada como não me aflige o que se passou quando eu estava, como dizia o meu pai, na ordem dos possíveis".

Confessando uma especial simpatia pelo Papa Paulo VI, este cidadão "laico, republicano e socialista" cita as três virtudes teologais "fé, esperança e caridade", para dizer que não tem fé, mas tem "esperança terrestre" e, como S. Paulo, prefere "o amor pelo próximo à caridade".

No entanto, sublinha, isto pode "ser completado com a trindade laica "da liberdade, igualdade e fraternidade".





Margarida Cardoso, Expresso, 01-04-2009

Etiquetas: , ,

 
  A Primavera - Redacção da Wiki

A Primavera é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.

A Primavera do hemisfério norte é chamada de "Primavera boreal", e a do hemisfério sul é chamada de "Primavera austral".

A "Primavera boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 20 de Março e termina a 21 de Junho.
A "Primavera austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 23 de Setembro e termina a 21 de Dezembro.

Do ponto de vista da Astronomia, a primavera do hemisfério sul inicia-se no equinócio de Setembro e termina no solstício de Dezembro, no caso do hemisfério norte inicia-se no equinócio de Março e termina no solstício de Junho.

Como se constata, no dia do equinócio o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando um pouco, aumentando, assim, a insolação do hemisfério respectivo.

Estas divisões das estações por equinócios e solstícios poderão ser fonte de equívocos, mas deve-se levar em conta a influência dos oceanos na temperatura média das estações. Na Primavera do hemisfério sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo a Primavera ter temperaturas amenas ao longo da estação.

(continua...)
 
quarta-feira, abril 01, 2009
 



Björk - So broken

Etiquetas: ,

 
  Os filmes que marcam (isto devia ser etiqueta, não título, certo, vague?)

Lembro-me de um filme protagonizado pela Björk que me impressionou duramente. Creio que era de Lars Von Trier (vou ali confirmar ao Google, já venho). Confirmado, o nome é Dancer in the dark, é doloroso e cru. E ela parece um anjo perdido.

Etiquetas: ,

 
Sur la marée haute je suis montée la tête est pleine mais le coeur n'a pas assez. Lhasa de Sela


mareehaute.is.vague@gmail.com

Praias
  • Associação Salvador (Salvador Mendes de Almeida)
  • A barbearia do senhor Luís
  • Abrupto
  • Academia dos Livros
  • Acto falhado
  • Almocreve das petas
  • Ana de Amsterdam
  • A Natureza do mal
  • A origem das espécies
  • A origem das espécies
  • Artedosdias
  • Apenas mais um
  • Aqui e agora
  • À rédea solta
  • artedosdias
  • avatares de um desejo
  • Aventar
  • Bandeira ao vento
  • Binoculista
  • Blasfémias
  • BlogOperatório
  • Blogue dos marretas
  • Blogville
  • Branco sujo
  • Caderno de Campo
  • Canela moída
  • Casadeosso
  • Casario do ginjal
  • Charquinho
  • Chez 0.4
  • Cibertúlia
  • Ciranda
  • Cócó na fralda
  • Com menta
  • Controversa maresia
  • Conversamos?!
  • Curiosidades
  • Da literatura
  • Delito de opinião
  • Dia de preguiça
  • Depois do trauma
  • Desesperada esperança
  • Directriz
  • Diz que não gosta de música clássica?
  • Do Portugal profundo
  • Drowned world
  • "Estranha maldição"
  • Equinócio de outono
  • Espero bem que não...
  • Fernão capelo gaivota
  • Folhinha Paroquial
  • Garfiar, só me apetece
  • Gapingvoid
  • Garficopo
  • Geração de 60
  • Gil Giardelli
  • Hummmm... i see
  • Infinito Pessoal
  • Invicta Filmes
  • Irmão Lúcia
  • João Pereira Coutinho
  • Jornalismo e comunicação
  • La double vie de veronique
  • Largo da Memória
  • Lauro António apresenta...
  • Leio a Vogue e o Saramago
  • Lua de lobos
  • Marjorie Rodrigues
  • Mas certamente que sim!
  • Ma-schamba
  • Memória virtual
  • Meus Mandamintos Poéticos
  • Miniscente
  • M.me mean
  • Não compreendo as mulheres
  • Não compreendo os homens
  • Nome de rua quieta
  • Nós Vencedores
  • Novos voos
  • O Insurgente
  • O mundo tem inscrições sempre abertas
  • obvious - um olhar mais demorado...
  • Ortografia do olhar
  • O Ser Fictício
  • O Universo numa Casca de Noz
  • Palombella rossa
  • Para lá do espelho
  • Partilhas
  • Pau para toda a obra
  • Pedro Rolo Duarte
  • People who...
  • Piano
  • Pimenta negra
  • Ponto sem nó
  • Premiere
  • Prosimetron
  • Púrpura secreta
  • Porta-livros
  • Raízes e antenas
  • Red Dust
  • Renascido
  • Respirar o mesmo ar
  • Rua da judiaria
  • Salete Chiamulera
  • Sem tambores e sem trompetes
  • Sexualidade feminina
  • Singrando horizontes
  • Sinusite crónica
  • Sol & tude
  • The old man
  • The Huffingtonpost
  • Um amor atrevido
  • Uma mulher não chora
  • Um chá no deserto
  • Um filme por dia não sabe o bem que lhe fazia
  • Um homem na cidade
  • Um piano na floresta
  • vontade indómita
  • Voz do deserto
  • Voz em fuga
  • Way to blue
  • Zumbido
  • 31 da armada
  • 50 Anos de Filmes
  • 100 nada
  • Guia do Lazer.Público
  • Time out
  • Cinecartaz.Público
  • Cinemateca
  • IMDB - The Internet Movie Database
  • Hollywood yesterday and today
  • Centro Cultural de Belém
  • Culturgest
  • Fundação Calouste Gulbenkian
  • Instituto dos Museus e da Conservação
  • Museus Portugal
  • Instituto Franco-Português
  • Le cool Lisboa
  • Pavilhão do Conhecimento
  • Dicionário e enciclopédia Porto editora
  • Bertrand
  • Fnac
  • Bartleby.com
  • Love your body
  • Sintonizate
  • Windows Media Guide
  • Agenda Uguru
  • TicketLine - Compra de bilhetes online
  • BBC on this day
  • Magnum photos
  • How To Do Just About Everything
  • Logitravel.pt
  • The Slow Movement
  • ViaMichelin
  • Arquivos

    Setembro 2004
    Outubro 2004
    Novembro 2004
    Dezembro 2004
    Janeiro 2005
    Fevereiro 2005
    Março 2005
    Abril 2005
    Maio 2005
    Junho 2005
    Julho 2005
    Agosto 2005
    Setembro 2005
    Outubro 2005
    Novembro 2005
    Dezembro 2005
    Janeiro 2006
    Fevereiro 2006
    Março 2006
    Abril 2006
    Maio 2006
    Junho 2006
    Julho 2006
    Agosto 2006
    Setembro 2006
    Outubro 2006
    Novembro 2006
    Dezembro 2006
    Janeiro 2007
    Fevereiro 2007
    Março 2007
    Abril 2007
    Maio 2007
    Junho 2007
    Julho 2007
    Agosto 2007
    Setembro 2007
    Outubro 2007
    Novembro 2007
    Dezembro 2007
    Janeiro 2008
    Fevereiro 2008
    Março 2008
    Abril 2008
    Maio 2008
    Junho 2008
    Julho 2008
    Agosto 2008
    Setembro 2008
    Outubro 2008
    Novembro 2008
    Dezembro 2008
    Janeiro 2009
    Fevereiro 2009
    Março 2009
    Abril 2009
    Maio 2009
    Junho 2009
    Julho 2009
    Agosto 2009
    Setembro 2009
    Outubro 2009
    Novembro 2009
    Dezembro 2009
    Janeiro 2010
    Fevereiro 2010
    Março 2010
    Abril 2010
    Maio 2010
    Junho 2010
    Julho 2010
    Agosto 2010
    Setembro 2010
    Outubro 2010
    Novembro 2010
    Dezembro 2010
    Janeiro 2011
    Fevereiro 2011
    Março 2011
    Abril 2011
    Maio 2011
    Junho 2011
    Julho 2011
    Agosto 2011
    Setembro 2011
    Outubro 2011
    Novembro 2011
    Outubro 2012










    Powered by Blogger




    referer referrer referers referrers http_referer