ccccff
La marée haute
domingo, Maio 27, 2007
  Negligência médica? negligência humana?

Eu vi a Rute uma vez ou duas. Era uma miúda feliz e alegre, com muita pedalada para viver. E era ela que dizia uma frase estranha, lida à distância e passados 7 anos da sua ida para algum lado. "Só se vive uma vez e se a vida for bem vivida uma vez basta".
Irónico, não?
Pois bem, um dia decidiu que queria sentir-se melhor com o seu corpo e, depois das consultas habituais e marcada a lipoaspiração, dirige-se nesse dia à clínica, sozinha, estaciona o carro e entra.

Assisti a uma das sessões do julgamento em primeira instância. Entre os amigos da Rute circulava o que tinham ouvido nos corredores do hospital, em surdina: que tinha havido um erro na administração da anestesia e que depois de constatado o erro, não se procedeu em consequência com a urgência e diligência que o caso impunha.

O médico, José Mendia, vinha cá fora de vez em quando, entenda-se, aos corredores do Palácio da Justiça, enquanto lá dentro as testemunhas eram ouvidas.
E se seria justo pensar que ele estaria contido e pensativo, desenganemo-nos: cá fora falava e ria como se estivesse a ser julgado pelo furto de um pacote de arroz. Independentemente da culpa que pudesse ou não ter, impunha-se respeito pela memória da miúda e pela família. Parecia que estava num café e foi isso que mais me chocou: essa falta de sensibilidade humana; com ele estava uma assistente que falava com ele e ria, atendia o telemóvel e ria, ambos muito leves e bem dispostos, como se fossem superiores a tudo aquilo, imunes e alheios, centrados na sua vidinha fútil de revistas de jet set. Que se continue a fazer justiça, agora no Supremo Tribunal, para onde, ao que consta, o médico vai recorrer.


Rapariga de 21 anos morre após anestesia
Médico do jet set (José Mendia) condenado por morte

Etiquetas:

 
Comments:
Li a indignação de quem viu e ouviu o Dr. José Mendia rindo e falando ao telefone, nos corredores do Tribunal, enquanto decorria o seu julgameno por alegada negligência na morte de uma jovem que, cheia de esperança, se entregou nas suas mãos para melhorar o seu aspecto físico. Se não assisti a essa sua atitude de falta de respeito, desprezo ou pura inconsciência, devo dizer que essa atitude do grande cirurgião plástico que o Dr. José Mendia julga ser, em nada me espanta. Eu própria fui vítima da sua habilidade para rejuvenescer o aspecto do meu rosto. Ignorava esse episódio no passado de que ele, naturalmente se defende agora. Mas conheço, no presente, a sua arrogância e malcriação, quando, mercê das minhas queixas justificadas, em virtude dos durões que se formaram no meu rosto, ele correu comigo, aos berros, do seu consultório, chamando-me de histérica e dizendo-me não querer saber de quem comentava o aspecto meu rosto inchado... Parecia ter sofrido uma trombose, diziam-me.
Foi-me prometido, pela sua zelosa assistente, um formal pedido de desculpas - mediante a minha referência ao livro de reclamações ou a uma queixa na Ordem dos Médicos. Mas sua Excelência, o Senhor Dr. Mendia, "ilustre" cirurgião plástico, até hoje, não deu provas de ter repensado na sua atitude de desrespeito e falta de ética e de preparação que, também, um médico deve ter para lidar com um "paciente" que, investindo as suas esperanças e o seu dinheiro para melhorar a sua imagem, se sujeita a ouvir da família e amigos a pergunta óbvia, no caso: "Estás melhor?". Como se, de facto, tivesse sido vítima de uma qualquer trombose. Fui corrida quase a pontapé. Não preenchi o livro de reclamações. Não participei a sua falta de ética à Ordem dos Médicos. Mas faço justiça a mim própria, deixando pública esta situação. Tudo se passou em Setembro de 2006. Em Maio de 2007, continuo com dois ovos de cada lado do rosto. O meu "histerismo" é realmente de forte calibre. Veremos o que farei a seguir...Talvez ainda me comova com o anunciado pedido de desculpas prometido pela assistente do Dr. José Mendia.
Maria dos Anjos
 
Maria dos Anjos, por aquilo que vi e pela forma como sei q ele reagiu durante este processo da Rute, quase não me espanta isto q se passou consigo. Quase, eu disse, Porque acho incrível como tanta falta de profissionalismo e tanta arrogância e tanta falta de humanidade andam assim à solta nas mãos de um médico, que é por natureza uma daquelas profissões nas quais mais sentimos necessidade de confiar~.

Não sei se a legalização do curso dele junto da Ordem dos Médicos está concluída, mas na altura dos factos, ele não estva inscrito como cirurgião plástico por alegados problemas de reconhceimento do curso em Portugal.

No seu caso, grave, eu aconselharia. se me pedisse, que contactasse outro médico, mas competetente e dde confiança, que recolhesse elementos de prova, documentos e fizesse uma partiicpação junta da Ordem e uma queixa crime ou um pedido de indemnização cível. Não podemos acobertar estes patos bravos que pululam por aí e que não têm respeito pela pessoa humana, apenas vêm números e jets sets.

Sem estar dentro de caso penso q posso imaginar a sua revolta e acho q não é com um pedido de desculpas que vc fica satisfeita. Era com a efectiva reparação dos danos q ele causou e com uma indemnização cível, como já disse.

Temos q denunciar estes casos, que merecem punição exemplar.

Deixo-lhe o meu abraço solidário.
 
Enviar um comentário

<< Home
Sur la marée haute je suis montée la tête est pleine mais le coeur n'a pas assez. Lhasa de Sela


mareehaute.is.vague@gmail.com

Praias
  • Associação Salvador (Salvador Mendes de Almeida)
  • A barbearia do senhor Luís
  • Abrupto
  • Academia dos Livros
  • Acto falhado
  • Almocreve das petas
  • Ana de Amsterdam
  • A Natureza do mal
  • A origem das espécies
  • A origem das espécies
  • Artedosdias
  • Apenas mais um
  • Aqui e agora
  • À rédea solta
  • artedosdias
  • avatares de um desejo
  • Aventar
  • Bandeira ao vento
  • Binoculista
  • Blasfémias
  • BlogOperatório
  • Blogue dos marretas
  • Blogville
  • Branco sujo
  • Caderno de Campo
  • Canela moída
  • Casadeosso
  • Casario do ginjal
  • Charquinho
  • Chez 0.4
  • Cibertúlia
  • Ciranda
  • Cócó na fralda
  • Com menta
  • Controversa maresia
  • Conversamos?!
  • Curiosidades
  • Da literatura
  • Delito de opinião
  • Dia de preguiça
  • Depois do trauma
  • Desesperada esperança
  • Directriz
  • Diz que não gosta de música clássica?
  • Do Portugal profundo
  • Drowned world
  • "Estranha maldição"
  • Equinócio de outono
  • Espero bem que não...
  • Fernão capelo gaivota
  • Folhinha Paroquial
  • Garfiar, só me apetece
  • Gapingvoid
  • Garficopo
  • Geração de 60
  • Gil Giardelli
  • Hummmm... i see
  • Infinito Pessoal
  • Invicta Filmes
  • Irmão Lúcia
  • João Pereira Coutinho
  • Jornalismo e comunicação
  • La double vie de veronique
  • Largo da Memória
  • Lauro António apresenta...
  • Leio a Vogue e o Saramago
  • Lua de lobos
  • Marjorie Rodrigues
  • Mas certamente que sim!
  • Ma-schamba
  • Memória virtual
  • Meus Mandamintos Poéticos
  • Miniscente
  • M.me mean
  • Não compreendo as mulheres
  • Não compreendo os homens
  • Nome de rua quieta
  • Nós Vencedores
  • Novos voos
  • O Insurgente
  • O mundo tem inscrições sempre abertas
  • obvious - um olhar mais demorado...
  • Ortografia do olhar
  • O Ser Fictício
  • O Universo numa Casca de Noz
  • Palombella rossa
  • Para lá do espelho
  • Partilhas
  • Pau para toda a obra
  • Pedro Rolo Duarte
  • People who...
  • Piano
  • Pimenta negra
  • Ponto sem nó
  • Premiere
  • Prosimetron
  • Púrpura secreta
  • Porta-livros
  • Raízes e antenas
  • Red Dust
  • Renascido
  • Respirar o mesmo ar
  • Rua da judiaria
  • Salete Chiamulera
  • Sem tambores e sem trompetes
  • Sexualidade feminina
  • Singrando horizontes
  • Sinusite crónica
  • Sol & tude
  • The old man
  • The Huffingtonpost
  • Um amor atrevido
  • Uma mulher não chora
  • Um chá no deserto
  • Um filme por dia não sabe o bem que lhe fazia
  • Um homem na cidade
  • Um piano na floresta
  • vontade indómita
  • Voz do deserto
  • Voz em fuga
  • Way to blue
  • Zumbido
  • 31 da armada
  • 50 Anos de Filmes
  • 100 nada
  • Guia do Lazer.Público
  • Time out
  • Cinecartaz.Público
  • Cinemateca
  • IMDB - The Internet Movie Database
  • Hollywood yesterday and today
  • Centro Cultural de Belém
  • Culturgest
  • Fundação Calouste Gulbenkian
  • Instituto dos Museus e da Conservação
  • Museus Portugal
  • Instituto Franco-Português
  • Le cool Lisboa
  • Pavilhão do Conhecimento
  • Dicionário e enciclopédia Porto editora
  • Bertrand
  • Fnac
  • Bartleby.com
  • Love your body
  • Sintonizate
  • Windows Media Guide
  • Agenda Uguru
  • TicketLine - Compra de bilhetes online
  • BBC on this day
  • Magnum photos
  • How To Do Just About Everything
  • Logitravel.pt
  • The Slow Movement
  • ViaMichelin
  • Arquivos

    Setembro 2004
    Outubro 2004
    Novembro 2004
    Dezembro 2004
    Janeiro 2005
    Fevereiro 2005
    Março 2005
    Abril 2005
    Maio 2005
    Junho 2005
    Julho 2005
    Agosto 2005
    Setembro 2005
    Outubro 2005
    Novembro 2005
    Dezembro 2005
    Janeiro 2006
    Fevereiro 2006
    Março 2006
    Abril 2006
    Maio 2006
    Junho 2006
    Julho 2006
    Agosto 2006
    Setembro 2006
    Outubro 2006
    Novembro 2006
    Dezembro 2006
    Janeiro 2007
    Fevereiro 2007
    Março 2007
    Abril 2007
    Maio 2007
    Junho 2007
    Julho 2007
    Agosto 2007
    Setembro 2007
    Outubro 2007
    Novembro 2007
    Dezembro 2007
    Janeiro 2008
    Fevereiro 2008
    Março 2008
    Abril 2008
    Maio 2008
    Junho 2008
    Julho 2008
    Agosto 2008
    Setembro 2008
    Outubro 2008
    Novembro 2008
    Dezembro 2008
    Janeiro 2009
    Fevereiro 2009
    Março 2009
    Abril 2009
    Maio 2009
    Junho 2009
    Julho 2009
    Agosto 2009
    Setembro 2009
    Outubro 2009
    Novembro 2009
    Dezembro 2009
    Janeiro 2010
    Fevereiro 2010
    Março 2010
    Abril 2010
    Maio 2010
    Junho 2010
    Julho 2010
    Agosto 2010
    Setembro 2010
    Outubro 2010
    Novembro 2010
    Dezembro 2010
    Janeiro 2011
    Fevereiro 2011
    Março 2011
    Abril 2011
    Maio 2011
    Junho 2011
    Julho 2011
    Agosto 2011
    Setembro 2011
    Outubro 2011
    Novembro 2011
    Outubro 2012










    Powered by Blogger




    referer referrer referers referrers http_referer